Você está aqui

Água para governar, água para se eleger

Água para governar, água para se eleger: políticas de saneamento e de desenvolvimento urbano em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil (1955-1965)

“Water to Govern, Water to be Elected: Sanitation and Urban Development Policies in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil (1955-1965)”

Artigo de Yuri Mello Mesquita, mestre em História, pela Universidade Federal de Minas Gerais e diretor do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte, sobre saneamento, história ambiental urbana e políticas públicas em Belo Horizonte, publicado na Revista Historia Ambiental  Latinoamericana y Caribeña (HALAC).

 

Este artigo analisa as políticas públicas de saneamento básico em Belo Horizonte entre 1955 e 1965. Nesse período as obras de saneamento tiveram grande importância no cenário político da cidade ganhando mais espaço nos discursos oficiais e servindo ainda como um instrumento para obtenção de votos. Apesar disso, nesse período foi constatado aumento do déficit na distribuição de água em Belo Horizonte, provocado pelo rápido crescimento da população da cidade e pela precária infraestrutura de saneamento no município. Dessa forma, solução definitiva da falta d’água na capital de Minas Gerais tornou-se então uma obsessão dos políticos e dos cidadãos belo-horizontinos.

Acesse o artigo através do link: 

http://www.fafich.ufmg.br/halac/index.php/periodico/article/viewFile/104/153