Você está aqui

APRENDIZAGEM SOCIAL: Diálogos e Ferramentas Participativas: Aprender Juntos Para Cuidar da Água

A publicação deste Manual é parte do projeto “Diagnóstico socioambiental, aprendizagem social e modelos multi-agentes na definição de políticas públicas para a gestão integrada dos recursos hídricos e uso e ocupação do solo”, que tem como foco a articulação entre as instâncias de gestão territorial e de gestão de recursos hídricos, no sentido de administrar, facilitar e integrar as ações necessárias a um planejamento socioeconômico, territorial e ambiental de forma participativa. Nessa direção e inserido na governança da água, a idéia norteadora é a de Aprendizagem Social contribuindo para a intervenção conjunta dos atores locais, prefeituras e comitês de bacias, nas bacias hidrográficas. A Aprendizagem Social está em estreita relação com o desenvolvimento de capacidades, o que representa a possibilidade de constituir processos dinâmicos que viabilizam a participação de um número crescente de atores públicos e da sociedade em novas formas coletivas de pensar e enfrentar os problemas do uso sustentável da água, na interação entre comitês/subcomitês de bacias e prefeituras.

Este projeto do Grupo de Pesquisa GovAgua USP, vinculado ao PROCAM/IEE- USP, com apoio da Fapesp, ressalta a importância da agregação de pesquisadores para pesquisa, reflexão e disseminação de conhecimento sobre políticas ambientais, com enfoque em áreas urbanas, enquanto objetos de estudo complexos. A articulação de pesquisadores em torno de uma proposta de pesquisa-ação é fruto da percepção que o grupo de pesquisadores aqui constituído tem sobre
a necessidade de um olhar complexo, interdisciplinar e transversal, tendo como base de referência a gestão integrada e compartilhada de recursos hídricos no Estado de São Paulo. Este é um papel que a Universidade deve ter no sentido de contribuir com a produção de conhecimento e
compartilhá-lo com a sociedade, criando as condições para multiplicá-lo.
O objetivo do Manual é a disseminação de metodologias e atividades que fortaleçam diagnósticos colaborativos e articulados de planejamento territorial e gestão de recursos hídricos. Estas ferramentas foram desenvolvidas com base na experiência dos pesquisadores e também na produção de conhecimento disponível no contexto da realidade das bacias, e na articulação entre os atores comprometidos com a necessidade de dar respostas aos problemas de degradação, escassez
e distribuição desigual do recurso água e uso e ocupação do solo.

Pedro Roberto Jacobi
Coordenador do Projeto

Para acessar a publicação clique ao lado: https://drive.google.com/file/d/0B9P2lVlWaqJ8c3RWNGp6OXhrN1lCcFlDcHBCMFVRN2N3Y3JB/view?usp=sharing