Você está aqui

Atlas Socioambiental de Embu

Em resposta ao compromisso firmado em 2005, na construção da Agenda 21 Escolar de Embu das Artes, em parceria com a sociedade civil organizada e a rede pública de ensino, a Prefeitura da Estância Turística de Embu, por meio de sua Secretaria de Meio Ambiente, oferece à população o Atlas Socioambiental de Embu.
O projeto de construção deste Atlas atende à demanda por informações socioambientais referentes ao município, para ampliar os diagnósticos elaborados coletivamente na construção da Agenda 21 Escolar. A ampliação e complementação do conhecimento sobre o município, desenvolvido e sistematizado na Agenda 21 Escolar em 2005, favorecerão a continuidade desse projeto de construção e implementação de agendas socioambientais. Através do trabalho conjunto, participativo
e democrático entre escolas e bairros, o Atlas subsidiará as instituições de ensino, associações, sociedade civil e poder público na elaboração de diagnósticos mais específicos e planos de intervenção que contemplem os desafios e potencialidades locais, resultando em relações de maior responsabilidade com o meio ambiente e a qualidade de vida para toda a população embuense.
Em busca da integração dos elementos que compõem a natureza, o Atlas teve como unidades de análise as mais importantes bacias hidrográficas do território municipal. As bacias dos rios Pirajuçara, Cotia e Embu Mirim. Essas porções do território correspondem a espaços onde a dinâmica da paisagem (clima, relevo, vegetação, hidrografia, fauna) tem se transformado permanentemente em relação direta com as ações humanas, geradoras de impactos das mais diversas ordens de consequências ambientais e sociais.

O Atlas procura, de maneira didática e sucinta, retratar a evolução natural e respectiva ocupação humana das bacias hidrográficas do município, contextualizando as peculiaridades sociais e ambientais do território brasileiro, paulista e embuense. Desta forma, a leitura do Atlas pretende levar o leitor a se identificar e sentir-se parte integrante dos processos de construção e transformação de sua cidade, bem como, através do conhecimento do município, sentir-se capaz de participar, de forma consciente e ativa, das decisões e dos rumos políticos, ambientais, econômicos, sociais que influenciarão os destinos do município doravante.

Publicação disponível em: http://www.embudasartes.sp.gov.br/e-gov/public/arquivos/2009/3/atlas.pdf