Você está aqui

Cadernos de Educação Ambiental – Secretaria do Meio Ambiente – Estado de SP

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente publicou, por meio da Coordenadoria de Educação Ambiental (CEA), 16 cadernos de educação ambiental para informar a população sobre a agenda ambiental. Os produtores de conteúdo são técnicos, especialistas, pesquisadores e gerentes dos órgãos vinculados à Secretaria Estadual do Meio Ambiente. Os Cadernos de Educação Ambiental representam uma proposta educadora, uma ferramenta facilitadora,  rumo à sociedade sustentável.

Os cadernos estão disponíveis para download em: 
http://www.ambiente.sp.gov.br/publicacoes/category/cadernos-de-educacao-ambiental/

                                                       

 1 - As águas subterrâneas de São Paulo: Tem como objetivo conscientizar a sociedade de sua existência e importância e buscar no leitor um parceiro na proteção desse recurso natural vital.

2- Ecocidadão: O livro apresenta dicas aos leitores de como agir de maneira sustentável,  transformando pessoas em cidadãos conscientes e envolvidos com a preservação ambiental. Mostra ainda, de forma didática, o que pode ou não ser reciclado e traz sugestões sobre como um “ecocidadão” deve agir no seu dia a dia.

 3 –  Unidades de Conservação: O conjunto de unidades de Conservação protege as paisagens naturais do Estado de São Paulo, dá suporte a manutenção de sua diversidade biológica e à sobrevivência de espécies que necessitam de grandes extensões de território para se manterem viáveis. O objetivo desta publicação é apresentar esse sistema ao público em geral para que, conhecendo-as, valorizem sua preservação e usufruam seus benefícios.

4 – Biodiversidade: Este caderno traz o conhecimento de cientistas do Instituto de Botânica sobre a biodiversidade para todos os leitores, abordando o tema sob diferentes aspectos e procurando aliados na difícil tarefa de proteção e conservação de todos os seres vivos.

                                                            

5 – Ecoturismo: São Paulo possui 3 milhões de hectares de áreas protegidas, com trilhas, cavernas, cachoeiras, onde o visitante pode desfrutar de momentos incríveis, interagindo com a natureza. No livro, o ecoturista encontra informações atuais e de qualidade, que servem como ferramenta de Educação Ambiental e também subsídio para conhecer mais sobre o turismo sustentável.

6 – Resíduos sólidos: Esta publicação busca trazer ao leitor alguns conceitos e instrumentos utilizados pelo Governo do Estado no enfrentamento da questão dos resíduos sólidos, tendo como pano de fundo as políticas públicas hoje adotadas.

7 – Matas ciliares: Este volume da série “Cadernos de Educação Ambiental” traz os conceitos básicos, a origem e características das matas ciliares, sua função ecológica e algumas das iniciativas que o Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da SMA, vem desenvolvendo para mantê-las e recuperá-las.

8 – Desastres naturais: Neste volume, trazemos o tema “Desastres Naturais”, que a cada dia está mais incorporado no cotidiano das pessoas. O presente caderno traz informações sobre a dinâmica interna e externa do planeta e explica como o homem pode ser afetado e, ao mesmo tempo, contribuir para a intensificação de eventos naturais perigosos, tais como deslizamentos e inundações.

                                                  

9 – Habitação sustentável: Diante das novas demandas por parte do consumidor, cada vez mais interessado em propostas que contemplem critérios de sustentabilidade, o setor da construção se vê forçado a investir em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias verdes, criando uma saudável competição entre as empresas, que impactam diretamente o meio ambiente. Nesse sentido, o escopo do presente trabalho consiste em demonstrar aos consumidores que existem diversas formas de se habitar, sem que isso contribua de forma significativa para o esgotamento dos recursos naturais, sem os quais a vida no planeta se tornará impossível.

10 – Consumo sustentável: Com a mudança de simples hábitos por parte dos mercados e dos consumidores, é possível melhorar significativamente o meio ambiente, seja pela destinação de resíduos para a reciclagem, o uso do transporte público, a preferência pela compra de produtos com selos verdes, entre outros. Estas ações, quando realizadas por grande parte da população, promovem a melhoria da qualidade do ar, o uso racional dos recursos naturais, além de gerar emprego e renda para atividades econômicas com manejo sustentável.

11 - Etanol e biodiesel: Foi no século passado que começamos a perceber os impactos negativos da queima de combustíveis fósseis sobre os ecossistemas globais, com as alterações climáticas promovidas pelo aumento da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera. Tão logo percebemos esses efeitos negativos da dependência dos combustíveis fósseis utilizados em nosso modelo de desenvolvimento econômico, já tivemos que buscar soluções para minimizar tais impactos; e foi nesse contexto que emergiram os biocombustíveis.

12 – Guia Pedagógico do Lixo: A Secretaria de Estado do Meio Ambiente reedita o “Guia Pedagógico do Lixo”, na expectativa de conscientizar, sensibilizar e promover mudanças de atitudes na sociedade, especialmente, na comunidade escolar, para a melhoria da qualidade de vida da população e das condições ambientais do Estado de São Paulo. Dentre as ações prioritárias da Coordenadoria de Educação Ambiental, destaca-se apoiar e divulgar ações educativas que possam contribuir para atingir um padrão de consumo sustentável e uma condição de disposição correta do lixo em todos os municípios do Estado.

                                                       

13 – Agricultura Sustentável: A agricultura é uma das atividades produtivas mais importantes de qualquer nação, mas sua prática requer cuidados especiais, pois a produção de alimentos está diretamente ligada à qualidade ambiental. Segundo os preceitos do desenvolvimento sustentável, o setor agrícola, como um dos principais motores econômicos do Brasil, ficou mais atento às questões ambientais nas últimas décadas. Paralelamente a isso, o consumidor passou a priorizar uma dieta mais saudável, baseada em alimentos que não agridem o meio ambiente.

14 – Recursos Hídricos: A publicação explica conceitos básicos, como o ciclo da água e as bacias hidrográficas, tão essenciais à gestão eficiente dos recursos hídricos. A poluição das águas e as alterações advindas do aquecimento global, talvez o principal desafio deste século, são destaques do presente Caderno. O leitor também conhecerá as características dos cinco principais rios paulistas: Tietê, Grande, Paranapanema, Ribeira de Iguape e Paraíba do Sul, que fazem parte da história do Estado de São Paulo.

15 –  Mudanças Climáticas: O aquecimento global é responsável por drásticas mudanças no clima e, conseqüentemente, pelos mais variados impactos ambientais ocorridos no mundo. Restabelecer o equilíbrio do sistema climático para reverter esse cenário é um dos desafios mais significativos da sociedade atual.

16- Gestão Ambiental: A Gestão Ambiental é entendida como um processo participativo, integrado e contínuo, que visa promover a compatibilização das atividades humanas com a qualidade e a preservação do patrimônio ambiental. Para que isto ocorra, a política ambiental deve se aprimorar, criando instrumentos e ferramentas para a adequada prática da Gestão Ambiental. Sua aplicação pode ocorrer no dia a dia das pessoas, nas corporações, nas organizações governamentais e não governamentais.

Mananciais Billings – Edição Especial

A publicação foi produzida principalmente para os educadores da região da Sub-bacia Hidrográfica Billings com o objetivo de subsidiá-los para trabalhar a problemática das áreas de mananciais de forma integral e contextualizada à realidade local.