Você está aqui

Educação ambiental e pesquisa-ação participante: o fortalecimento de práticas de cooperação e participação

Este livro relata a elaboração de um projeto de Agenda 21 Escolar, que teve por objetivo construir colaborativamente, a partir do espaço público institucional, a escola, um espaço coletivo de debates, gerenciamento de conflitos, diálogo e busca de consensos possíveis, que valorizasse o fortalecimento de ações colaborativas, fundamentadas no conhecimento e na pesquisa para a melhoria da gestão do próprio espaço, transformando-o em lugar de viver – o bairro –, o território onde a escola está inserida.

Apresenta o esforço intencional de vincular teoria e prática, de viver uma práxis de educação ambiental, desafiando as diversas percepções negativas das determinações e limites da educação formal, institucional, reconhecendo-os. E, ao(re)conhecê-los, (re)interpretá-los à luz das perspectivas emergentes em Educação Ambiental: de educação como um fenômeno complexo, vivo e interativo, comunicativo, portanto um processo aberto, ecossistêmico, instituinte de novas relações com o outro, com a natureza e com a vida.
É parte do livro um CD com modelos de aplicação da Agenda 21, criados pelas escolas municipais e estaduais que participaram do projeto.

Maria Isabel Gonçalves C. Franco, Educação ambiental e pesquisa-ação participante: o fortalecimento de práticas de cooperação e participação, Annablume, 2013.