Você está aqui

Educação para a sustentabilidade nos cursos de administração: reflexão sobre paradigmas e prática

Na última década, multiplicaram-se os módulos, cursos e programas relacionados à sustentabilidade no ensino superior em geral, assim como mais especificamente no ensino da Administração. O propósito deste artigo é apresentar uma reflexão e uma avaliação de tais esforços e mapear caminhos para a construção de módulos, cursos e programas por meio de uma reflexão sobre paradigmas da educação e suas práticas. O objetivo é contribuir no debate sobre o papel da educação superior e notadamente dos cursos de Administração e Gestão, na medida em que se observa um significativo aumento do número de instituições de ensino superior que apresentam efetiva motivação para formar estudantes com conhecimento e habilidades necessários para colocar a sustentabilidade no centro de suas futuras atividades de gestão. Apresenta-se uma reflexão sobre as principais vertentes de pensamento e os debates atuais, identificam-se as ambiguidades e contradições, e se apresentam as possibilidades de integração do tema da sustentabilidade nos cursos de Administração. Os autores trazem à tona a temática da sustentabilidade nas empresas e seu diálogo com a academia, bem como as implicações da emergência da sociedade de risco para a educação superior e as escolas de Administração. Também se abordam as correntes de pensamento da economia e ecologia propostas para a educação, dentro de paradigmas que tratem da complexidade e inserção da sustentabilidade na educação superior e nas escolas de Administração. O artigo está estruturado em quatro seções: a primeira mapeia a sociedade de risco e o pensamento econômico recente, e esboça os fundamentos/premissas da sociedade, bem como os paradigmas da educação; a segunda apresenta um levantamento sobre promoção/difusão da sustentabilidade na educação superior, destacando contexto, resultados e desafios; a terceira foca a sustentabilidade no ensino da Administração e seus principais desafios; e a última seção propõe três caminhos para integrar o tema da sustentabilidade no ensino da Administração, com as competências para o desenvolvimento sustentável, e, finalmente, as implicações, os obstáculos e as possibilidades de integrar a sustentabilidade no ensino da Administração. O artigo dialoga com a literatura internacional mais recente e busca interessar os leitores sobre os principais desafios conceituais para educar indivíduos responsáveis e comprometidos com a sustentabilidade.

Pedro Roberto Jacobi, Emmanuel Raufflet e Michelle Padovese De Arruda

RAM, Rev. Adm. Mackenzie (Online) vol.12 no.3 São Paulo June 2011

Artigo disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ram/v12n3/a03v12n3.pdf