Você está aqui

Água

São Paulo pede água e ação

Muitas cidades do Brasil estão enfrentando uma das piores crises hídricas de sua história. A falta de água prolongada prejudica e limita seriamente nossas atividades diárias, bem como a produção industrial, o comércio e a geração de energia, só para citar alguns. Nesses momentos de crise, a população fica no meio de um fogo cruzado de informações, muitas reais, muitas fabricadas e/ou manipuladas para desviar a atenção dos fatos.

O rio Tietê é alternativa de água para São Paulo?

Para marcar a semana do Rio Tietê em setembro, a Fundação SOS Mata Atlântica promoverá uma mesa-redonda para discutir, com diferentes especialistas, as várias realidades do maior rio paulista e provocar uma reflexão sobre a questão: “O rio Tietê é alternativa de água para São Paulo?”

MOVIMENTO ÁGUA PARA SÃO PAULO – MAPSP

O Brasil tem em seu território 12% da água doce do planeta. Entretanto, 80% do potencial hídrico brasileiro está localizado na região Norte, enquanto outras regiões como o Nordeste e áreas metropolitanas no Sudeste vivem situações de escassez. É o caso da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) – o maior conglomerado urbano do país.

2000 e água

Em 2014, o Estado de São Paulo entrou na maior crise hídrica de sua história. Com sucessivos recordes negativos desde que foram iniciadas suas medições, o Sistema Cantareira, responsável por 45% do abastecimento de água da maior região metropolitana da federação, atingiu suas maiores baixas justamente no verão, época em que mais deveria chover.

Encontro Nacional de Águas Urbanas

X ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS URBANAS - Águas Urbanas: Um tema multidisciplinar

Uso eficiente de água e energia

De acordo com o relatório Gestão da Água sob Risco e Incerteza, publicado pela ONU em 2012, “a água é um recurso natural crítico, do qual dependem todas as atividades econômicas e ecossistemas. Sua gestão requer arranjos de governança apropriados que permitam tirar a discussão das margens do governo e levá-la para o centro da sociedade”.  Segundo o Relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos, publicado pela ANA (Agência Nacional da Água) em 2013, entre 2006 e 2010, houve aumento de cerca de 29% da retirada total de água no País.

Desafogando a água

“Jovens se mobilizaram para produzir o vídeo documentário “Desafogando a Água” que aborda a questão paradoxal entre a frequente falta de abastecimento de água na escola e a existência de uma nascente na porta da mesma. Foram entrevistados vizinhos da escola, professores e a gestão escolar a respeito da abundância de cursos d’água na região e a falta de planejamento estratégico urbano. O vídeo é o resultado do projeto Dedo Verde na Escola em 2011 e 2012 como agentes ambientais, promovido pelo Instituto 5 Elementos — Educação para a Sustentabilidade, que envolveu alunos do ensino fundamental II da escola Gov. André Franco Montoro do município de Itapevi/SP. O roteiro, produção e pós produção foi realizado de forma participativa com os agentes ambientais sob a coordenação do cineasta e educador Adolfo Borges.”

Páginas

Subscrever RSS - Água