Você está aqui

Cidade

CIUDADES EN RIESGO: degradación ambiental, riesgos urbanos y desastres

En mayo de 1995, en Quito, Ecuador, la Red de Estudios Sociales en Prevención de Desastres en América Latina (LA RED) y la Oficina para América del Sur de Vivienda y Desarrollo Urbano de la Agencia de los Estados Unidos de  Norteamérica (USAID) aunaron esfuerzos para reunir instituciones e investigadores de América Latina que pudieran aportar elementos nuevos en la búsqueda de relaciones entre desastres, degradación ambiental y gestión urbana.

Valoração ambiental de um parque urbano no município de Passo Fundo/RS usando o Método de Valoração de Contingente

Os parques urbanos municipais são promotores da qualidade de vida para as populações das cidades em todo o mundo. Essa pesquisa teve como objetivo realizar a valoração ambiental do parque urbano do Loteamento Cidade Universitária, analisando a disponibilidade a pagar (DAP) da população urbana de Passo Fundo/RS para a implantação de melhorias, sua manutenção e preservação.

As megacidades

Atualmente existem 21 megacidades no mundo. Até 2040 possivelmente esse número cresça para 60. Alguns autores vêm na redução da população rural e na tendência internacional do crescimento dos centros urbanos uma solução para a superpopulação. Os centros urbanos “verdes” diminuiriam a pressão da ocupação humana nos meios naturais. Os autores argumentam corretamente que os menores índices de crescimento populacional ocorrem em áreas urbanas.

Cidades e Mudanças Climáticas no Brasil: Planejamento de Medidas ou Estado de Risco?

Esse trabalho sistematiza uma leitura da legislação federal sobre mudanças climáticas (MC) e sobre as políticas relacionadas ao meio urbano. Procura-se analisar o arcabouço legal e institucional de diversas políticas públicas diretamente relacionadas com as MC e com a qualidade do ambiente urbano, mas geridas por diferentes instituições. Busca-se verificar as possibilidades e os obstáculos à implementação das ações relacionadas às MC, e a relação e impactos na problemática urbana.

Programa Cidades Sustentáveis

O Programa Cidades Sustentáveis tem o objetivo de sensibilizar, mobilizar e oferecer ferramentas para que as cidades brasileiras se desenvolvam de forma econômica, social e ambientalmente sustentável. São grandes os desafios e, para sermos exitosos em ações que contribuam com a sustentabilidade, será necessário o envolvimento de cidadãos, organizações sociais, empresas e governos.

Gestão de resíduos sólidos em São Paulo: desafios da sustentabilidade

O presente trabalho aborda o cenário brasilero, da Região Metropolitana de São Paulo e da cidade de São Paulo em relação à gestão integrada e sustentável de resíduos sólidos urbanos, apontando os principais avanços, retrocessos e desafios. Destaca-se o importante papel da universalização da coleta seletiva com inclusão de catadores de materiais recicláveis na cidade de São Paulo como estratégia para promover sustentabilidade socioambiental urbana.

Marco teórico para analizar las relaciones entre paisaje natural, salud y calidad de vida

El objetivo de este artículo es definir un marco conceptual de referencia a partir del cual poder incardinar el debate sobre cuestiones más concretas relacionadas con el urbanismo el paisaje y la salud pública. Para ello, comenzaremos por definir varios conceptos que se utilizan de forma indistinta: entorno, paisaje y espacio natural.

Conservação de áreas naturais em São Paulo

O argumento central deste texto é a conexão entre as áreas ambientalmente protegidas, sua importância no contexto de uma metrópole mundial e os conflitos decorrentes do crescimento da população metropolitana. Em cidades como São Paulo, a presença de vegetação é um patrimônio, um indicador de qualidade de vida levado em conta pelo mercado imobiliário.

Do rural tradicional para o rural socioambiental

Este artigo trata do ambiente rural, considerando três momentos historicamente diferenciados: o rural tradicional, o rural moderno e o rural socioambiental. Para analisar esses momentos, o autor leva em conta as formas de organização social no campo e respectivas formas de sociabilidade, as relações com a natureza e os atores construtores do ambiente rural. A análise fundamentou-se em dados e informações de estudos realizados sobre o rural de distintas regiões do país e consagrados pela literatura.

Páginas

Subscrever RSS - Cidade