Você está aqui

Educação Ambiental

Educação para a sustentabilidade

“Como liberdade, justiça e democracia, sustentabilidade não possui um significado comum a todos.” John Huckle – Education for Sustainability (2001).

O conceito - A palavra sustentabilidade tem sido utilizada nos últimos anos nos mais diferentes contextos e propósitos. Por esse fato, muitos autores têm afirmado que falar em sustentabilidade simplesmente perdeu o sentido, ou seja, se tornou apenas mais um jargão em discursos politicamente corretos.

Atlas Socioambiental de Embu

Em resposta ao compromisso firmado em 2005, na construção da Agenda 21 Escolar de Embu das Artes, em parceria com a sociedade civil organizada e a rede pública de ensino, a Prefeitura da Estância Turística de Embu, por meio de sua Secretaria de Meio Ambiente, oferece à população o Atlas Socioambiental de Embu.

AGENDA 21 E EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE – DA TEORIA À PRÁTICA

Em novembro de 2006 foi realizado o I Fórum Regional de Agenda 21 na Educação, que contou com amplo apoio da Prefeitura Municipal de Itapecerica da Serra, cidade que sediou o evento, e a participação dos municípios de Embu, Embu-Guaçu, São Lourenço, Cotia, Taboão da Serra e Juquitiba, por meio das Prefeituras e respectivas Diretorias Regionais de Ensino, com a presença de aproximadamente 500 pessoas entre sociedade civil, poder público, lideranças sociais e empresariado.

Agenda 21 Escolar – Embu das Artes

Em junho de 2004, o tema da Semana do Meio Ambiente, desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Embu, através de sua Secretaria de Meio Ambiente, foi a Agenda 21. Saúde, educação, gerenciamento de resíduos sólidos, gerenciamento de recursos hídricos, juventude, geração de emprego e renda, uso e ocupação do solo foram os principais assuntos discutidos e tiveram como desdobramentos da Semana a criação dos Grupos de Trabalho (GTs) para cada tema.

Água e transdisciplinaridade: para uma ecologia de saberes

Recurso imprescindível a todas as formas de vida do planeta, a água merece ser estudada sob uma ótica transdisciplinar, que relacione seus diversos aspectos de produção, preservação e consumo, levandose em conta a realidade social e cultural das comunidades. Essa foi a temática do 1º Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade: para uma Ecologia de Saberes, realizado em Brasília, em novembro de 2011.

Potência de agir e Educação Ambiental: aproximações a partir de uma análise da experiência do Coletivo Educador Ambiental de Campinas

Esta pesquisa busca trazer subsídios para a construção teórico-metológica da Educação Ambiental a partir da aproximação do pensamento de Espinosa, em especial o conceito de potência de agir do filósofo, da experiência educativa deflagrada pelo Coletivo Educador Ambiental de Campinas (COEDUCA)/SP/Brasil, que se pautou pela Política Pública de Coletivos Educadores do Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente brasileiro (DEA/MMA)

O DIÁLOGO EM PROCESSOS DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO BRASIL

Políticas públicas de educação ambiental no Brasil estimulam o envolvimento de educadores em processos de políticas públicas mediados pelo diálogo. Isso demanda o desvelamento do conceito de diálogo, objetivo deste trabalho. Os resultados do levantamento bibliográfi co estabelecem a relação entre o diálogo, as políticas públicas de educação ambiental e seus pressupostos epistemológicos, trazem a fundamentação fi losófi ca e abordam a teoria operacional para o diálogo.

La educación ambiental, una genuina educación para el desarrollo sostenible

Las Naciones Unidas han declarado el decenio 2005-2014 como Década de la Educación para el Desarrollo Sostenible (EDS), encargando a la UNESCO su puesta en práctica. En los documentos de ambas instituciones se reconoce que la EDS no se centra en un ámbito concreto, sino que abarca a 15 campos tan distintos como la paz, la salud, la urbanización sostenible, el sida o la economía de mercado.

Política de Águas e Educaçao Ambiental

Fruto da pactuação federativa, o Plano Nacional de Recursos Hídricos constitui um processo de planejamento estratégico de longo prazo que orienta a implementação da Política de Águas, criando um ambiente favorável ao fortalecimento do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh) e à articulação de políticas públicas intervenientes.

Livro disponível em:

http://www.comitepcj.sp.gov.br/download/Politica-de-Agua-e-Educacao-Ambiental_Dez2011.pdf

EDUCAR NO AMBIENTE: construção do olhar geocientífico e a cidadania

O livro aborda o processo de formação de professores em exercício no estudo do ambiente e suas contribuições para a construção de práticas de educação para a sustentabilidade. Com foco no desenvolvimento de projetos, as escolas constroem novos conhecimentos e procedimentos de ensino integrando diferentes recursos em atividades didático-pedagógicas para o estudo do ambiente e exercício da cidadania.

Páginas

Subscrever RSS - Educação Ambiental