Você está aqui

Educação Ambiental

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, SUSTENTABILIDADE E CIÊNCIA: o papel da mídia na difusão de conhecimentos científicos

São problemas de ordem ambiental: aquecimento global, mudanças climáticas, escassez de recursos naturais, resíduo. Em resposta, têm sido gerados novos saberes no campo da ciência, tecnologia e educação chamada ambiental de modo a se proporem alternativas para que o homem possa relacionar-se com o ambiente de maneira sustentável, e a mídia tem contribuído sobremaneira na veiculação desses conhecimentos. Na imprensa escrita, revistas e jornais têm criado seções, suplementos, cadernos tematizando educação e meio ambiente.

CHEGA DE FOSSA: um problema que vira solução

Implantação de sistema ecológico de tratamento de água chamado Bacia de Evapotranspiração durante um curso/mutirão no Recanto do Lago em Embu das Artes, São Paulo.

Assista ao vídeo em: http://www.youtube.com/watch?v=HQMgotBb7FQ

Ecopedagogia: na confluência da bacia hidrográfica com a bacia pedagógica

Este trabalho, em forma de ensaio, aborda a bacia hidrográfica como área de confluência, e propõe o conceito de bacia pedagógica como conceito inspirador de uma articulação transdiciplinar entre as dimensões ecológicas e culturais que envolvem o elemento água. As chaves da ecopedagogia associadas às metáforas da água entretecem uma trama simbólica com o uso cotidiano da água e apontam caminhos para uma práxis pedagógica capaz de estimular flexibilidade, reciprocidade e criatividade nas comunidades de aprendizagem.

PARA ALÉM DA PARTICIPAÇÃO: aprendizagem social na gestão de recursos hídricos

A gestão dos recursos hídricos passou por profundas transformações ao longo dos últimos vinte anos. A crescente complexidade e interdependência dos problemas associados a demanda e oferta por água em quantidade e qualidade adequadas levou ao aumento de conflitos entre os atores sociais. A resposta institucional foi uma maior flexibilização das normas que regulam o uso dos recursos hídricos. Estas reformas promoveram especificamente a participação de um maior número de atores sociais nas questões relacionadas à água, garantindo-lhes também maior poder no planejamento, gestão e implementação de políticas públicas.

Mudanças climáticas globais: a resposta da educação

O artigo aborda as respostas educativas perante as mudanças climáticas globais. Analisam-se as políticas nacionais e apresentam-se, como exemplo, resultados de pesquisa transnacional sobre mudanças climáticas e práticas educativas, da qual a Universidade de São Paulo foi parceira. O texto enfatiza que, do ponto de vista da relação entre o processo ensino-aprendizado, se observa uma enorme lacuna em termos de pesquisa, intervenção e debates em torno dos temas mais candentes.

Face à crise: quatro princípios e quatro virtudes

A frase de Einstein goza de plena atualidade: “o pensamento que criou a crise não pode ser o mesmo que vai superá-la”. É tarde demais para fazer só reformas. Estas não mudam o pensamento. Precisamos partir de outro, fundado em princípios e valores que possam sustentar um novo ensaio civilizatório. Ou então temos que aceitar um caminho que nos leva a um precipício

Conflitos Socioambientais, Educação Ambiental e Participação Social na Gestão Ambiental

Trata-se da síntese da mesa-redonda “Conflitos Socioambientais, Educação Ambiental e Participação Social na Gestão Ambiental” realizada no V ENANPPAS – Encontro Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Ambiente e Sociedade(2010), que teve como foco principal a discussão de quatro temas: Conflitos socioambientais e os mitos da participação social; Conflitos socioambientais e as incertezas das condições para a educação ambiental em meio aos problemas e conflitos; Resolução de Conflitos socioambientais – ações mediadas pela razão instrumental e interesse emancipatór

PNUD/MMA – Campanha sobre educação ambiental e mudanças climáticas (relatório técnico)

Para a “Contratação de consultoria técnica especializada para elaborar documento que contenha parâmetros e diretrizes para a Educação Ambiental no contexto das mudanças climáticas, e elaborar uma proposta de campanha que contribua com um debate acerca das mudanças climáticas” foi elaborado o Projeto de Cooperação Técnica BRA/00/011 – PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), contrato nº 133876, cujo relatório tem acesso público.

Uma proposta de política pública: Parâmetros e Diretrizes para a Educação Ambiental no contexto das Mudanças Climáticas causadas pela ação humana

A fim de contribuir para a política pública de EA sobre o tema Mudanças Climáticas, o Departamento de Educação Ambiental da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (DEA/SAIC/MMA) elaborou este documento. A partir dele, o DEA expõe formas de compreensão teóricas conceituais do fenômeno, referenciadas nos campos da Ciência e da Educação Ambiental.

Educação para a sustentabilidade nos cursos de administração: reflexão sobre paradigmas e prática

Na última década, multiplicaram-se os módulos, cursos e programas relacionados à sustentabilidade no ensino superior em geral, assim como mais especificamente no ensino da Administração. O propósito deste artigo é apresentar uma reflexão e uma avaliação de tais esforços e mapear caminhos para a construção de módulos, cursos e programas por meio de uma reflexão sobre paradigmas da educação e suas práticas.

Páginas

Subscrever RSS - Educação Ambiental