Você está aqui

Livros

Como construir políticas públicas de educação ambiental para sociedades sustentáveis?

Como construir políticas públicas de educação ambiental para sociedades sustentáveis? Esta é a pergunta que dá nome ao livro publicado pela Oca – Laboratório de Educação e Política Ambiental – ESALQ/USP e que animou os debates ocorridos durante o seu evento de lançamento, realizado com apoio do Sesc e da Superintendência de Gestão Ambiental da USP no último dia 6 de agosto, em Piracicaba.

O Direito à Água como Política Pública na América Latina: uma exploração teórica e empírica

Publicação discute políticas públicas e direito à água. O livro foi produzido por meio de parceira entre a Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (Dirur) do Ipea e a Rede Waterlat-Gobacit.

Pensamento ambientalista numa sociedade em crise

O livro Pensamento Ambientalista numa sociedade em crise tem como fio condutor, a história do ambientalismo no Brasil, suas interfaces com as lutas sociais empreendidas pelos povos tradicionais e moradores das periferias urbanas.

A complexidade da questão ambiental contemporânea é abordada por dezessete pesquisadores de diversas instituições, entre elas, UFRJ, UNICAMP, UNIRIO, Universidade da Columbia (EUA) e Universidade Andina Simón Bolívar (Equador).

Manual de sobrevivência para a Crise

A Aliança pela Água (www.aguasp.com.br) lançou o manual “Água: Manual de Sobrevivência para a Crise”. A Aliança pela Água é uma rede de quase 50 entidades, entre ONGs, coletivos e movimentos sociais que desde outubro monitora a resposta do governo e propõe soluções à crise hídrica.

Livro Educação Ambiental em Foco

O livro é composto por sete artigos de diferentes autores, apresenta diversas abordagens da Educação Ambiental como estrutura básica de formação e contribuição para alcançar a sustentabilidade ambiental no processo de desenvolvimento social. Questões éticas, sociais e técnicas são tratadas sob a visão da contribuição da Educação Ambiental para formação da conscientização da necessidade de mudanças.

Externalidades

O Capital no Século XXI, do professor da Escola de Economia de Paris, Thomas Piketty, será lançado em novembro pela Editora Intrínseca, neste que é um dos países campeões da disparidade socioeconômica. Mas o que dizer das demais desigualdades, como as que se referem ao uso do espaço ecológico e dos serviços prestados pela natureza?

Vulcões e outros desastres

A National Academies Press organizou 12 relatórios sobre a prevenção de catástrofes, no intuito de avaliar o quanto estamos preparados para enfrentar vulcões e outros desastres, e o que nós podemos fazer para aumentar a nossa resposta e resiliência.

Atlas Mundial de Mortalidade e Perdas Econômicas do Tempo, Clima e de Extremos Hídricos

O “Atlas Mundial de Mortalidade e Perdas Econômicas do Tempo, Clima e de Extremos Hídricos”, recém-lançado pela Organização Meteorológica Mundial revela que entre 1970 e 2012 aconteceram 8.835 desastres ambientais que causaram 1,94 milhão de mortos e US$ 2,4 trilhões de perdas econômicas, resultado de secas, enchentes, furacões, ciclones, temperaturas extremas, deslizamentos de terra e incêndios florestais, ou por epidemias de saúde e infestações de insetos diretamente ligadas a condições meteorológicas e hidrológicas. 

Páginas

Subscrever RSS - Livros