Você está aqui

Livros

Escola, Comunidade e Educação Ambiental

SATO, Michèle; GOMES, Giselly; SILVA, Regina (Orgs.). Escola, comunidade e educação ambiental: reinventando sonhos, construindo esperanças. Cuiabá: Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (SEDUC-MT), 2013, 356p. [ISBN 9788586422386].

Educación Ambiental en las Escuelas

Educación Ambiental en las Escuelas: Creando una Programa que Funcione! (Environmental Education in the Schools: Creating a Program That Works!).

Capital in the Twenty-First Century – Thomas Piketty

O livro de Thomas Piketty está nos fazendo refletir, não só na esquerda, mas em todo o espectro político. Cada um, naturalmente, digere os argumentos, e em particular a arquitetura teórica do volume, à sua maneira. Achei interessante comunicar em pequenas notas as reflexões que a leitura me trouxe. Inclusive como tira-gosto para que leiam o original. Os números de páginas se referem ao original francês.

Roteiro para Elaboração de Projetos de Educação Ambiental

O “Roteiro para Elaboração de Projetos de Educação Ambiental” apresenta, de forma resumida, os elementos básicos que usualmente compõe um projeto. Não tem a pretensão de esgotar o assunto, mas de facilitar o desenvolvimento e o planejamento das propostas e a elaboração textual do projeto. Esperamos que o “Roteiro” contribua para a elaboração do projeto e para estimular ainda mais a “mobilização” da sociedade!

Manual para la Evaluación de Desastres

La Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL) lanzó hoy (24 de abril, 2014) en Jamaica la tercera edición del Manual para la Evaluación de Desastres en el que se actualiza la metodología establecida por este organismo regional de Naciones Unidas, que desde 1972 ha participado en la estimación de daños de más de 90 catástrofes en la región.

Aqui é onde eu moro, aqui nós vivemos!

De forma poética, Carlos Rodrigues Brandão convida o leitor a conhecer os princípios que estão na base do Programa Municípios Educadores Sustentáveis. Entendendo o espaço público como pertencente ao cidadão, trata-se em essência, de apontar caminhos para a convivalidade humana, compreendida no contexto da sustentabilidade praticada no âmbito municipal, ampliando assim a concepção dos processos educacionais envolverem também estruturas educadoras, como o viveiro de mudas, a ciclovia, a praça pública; estimulando a mobilização e participação social na melhoria da qualidade de vida no espaço cotidiano das pessoas.

Mobilização e mudança social

‘Si el riesgo de la política clásica fueron el ideologismo, la polarización y has­ta el fanatismo, el riesgo de hoy son la banalidad, el cinismo y la corrupción […] la gran tarea del futuro es la reconstrucción del espacio institucional, la polis, en que la política vuelve a tener sentido como articulación entre actores sociales autónomos y fuertes y un Estado que recobra su papel de agente de desarrollo (Manuel Antonio Garretón, 2001: 35).’

E-book Resíduos Sólidos e Políticas Públicas: Dilálogos entre Universidade, Poder Público e Empresa

Nos dias 29 e 30 de agosto de 2013, foi realizado no Complexo das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, em Fortaleza, o “I Simpósio de Resíduos Sólidos e Políticas Públicas: Diálogos entre Universidade, Poder Público e Empresa”, com o objetivo de proporcionar um debate crítico e reflexivo sobre os instrumentos da Política Nacional de Resíduos Sólidos de modo a contribuir para a elaboração de políticas públicas estaduais e locais.

Páginas

Subscrever RSS - Livros